#CasamentoCamiePablo Wedding

O PEDIDO DE CASAMENTO

O pedido foi uma das coisas mais difíceis que já fiz. A Cami e eu já namorávamos há quase 9 anos – é muito tempo, mas para nós ainda parece pouco – e tínhamos comprado o @apto.21 recentemente. O casamento seria uma consequência óbvia, portanto, resolvi fazer algo especial para o pedido formal.

Como manda a etiqueta, conversei com meus pais sobre o assunto e pedi a mão da Cami aos pais dela também – sem ela saber –  para depois colocar em pratica todo o plano. Queria fazer o pedido no apartamento, que nem estava pronto ainda (havia apenas o piso e a parede de tijolos), e que nossos pais e amigos estivessem presente no dia também.

Criei um grupo no WhatsApp (chamado “Futebol” para ela não desconfiar) com nossa família e amigos para eles me ajudarem no dia.

O plano era o seguinte: eu iria sair com a Cami para tomarmos café da manhã enquanto o pessoal arrumava tudo no apartamento. Na Iow Brasil, eu fiz uma caixa grande e adesivada com fotos nossas, que quando a tampa fosse tirada as laterais se abririam e dentro teria um balão de gás hélio com a aliança presa nele. Pedi para deixarem um caminho de pétalas da entrada até a caixa e que todos ficassem escondidos no quarto e saíssem só depois que a Cami disse SIM!

3,2,1…TESTANDO!

 

Na prática, foi um pouco diferente do planejado. Depois que tomamos café eu inventei uma desculpa para virmos ao apartamento, enquanto ia avisando por mensagem o pessoal onde estávamos. No meio do caminho, a Cami resolveu que queria ir na Etna (hehehe), tive que melhorar muito minha atuação para convencer de irmos outro dia – nossos amigos quase pularam do prédio quando falei que ela não queria ir direito – mas essa parte deu certo.

Era complicado atualizar todos por WhatsApp enquanto eu estava no carro sem ela perceber nada. Quando chegamos no apartamento, ela tomou um susto! Tinham balões de coração por todo o teto, uma caixa enorme no meio da sala e música rolando (aliás, a mesma que dançamos em nosso casamento). A Cami ficou sem reação e não tinha entendido ainda o que estava acontecendo. Por isso, pedi para ela abrir a caixa e o balão voou de dentro, mas tinha tantos balões pela casa que ela não viu a aliança. Tomei coragem, peguei a aliança, me ajoelhei e entre um riso/choro perguntei se ela queria casar comigo, por alguns segundos ela não respondeu nada – quase comecei a me preocupar hehehe – e então ela disse sim!

Mas, claro, que no meu momento de emoção e nervosismos não sabia em qual das mãos colocar o anel e nessa hora ela teve que me ajudar – isso deu história até para o dia do casamento, mas vamos contar isso depois – então pedi para ela falar um sim bem alto, foi quando todos saíram do quarto completando toda a surpresa, o resto da tarde foi só festa e alegria!

 

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply